Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

Crônicas de Amor Pequenas

Em meio a insanidade de um mundo cruelmente sólido, algumas Crônicas de Amor Pequenas para apaziguar sua alma e a minha

Crônicas de Amor e Literatura Romântica

Por onde ando, o amor me rodeia com aquela velha e bem-vinda insistência. Em meio aos meus textos, ele aparece espontâneo, dominando espaços, fazendo-se valer. Guia meus dedos, entre desabafos, críticas e desalentos. Aparece em sua forma escrita, formato Crônicas de Amor Pequenas. Às vezes, ele é tímido, subentendido entre textos humorísticos. Em outras, é cálido como seus olhos que cobrem estas linhas.

Entre crônicas humorísticas, contos ácidos, poemas e dicas para jovens escritores, dedico um espaço às minhas Crônicas de Amor Pequenas. Meus sonhos aqui colocados. Minhas musas declamadas. Minha aura ganhando forma e cor em meio a latentes sentimentos que retumbam em meu peito. É a escrita tentando descrever o amor. É o amor tentando se expressar pela escrita.

Já que chegou até aqui, fique a vontade para ler estas Crônicas de Amor Pequenas. E se gostar, lembre-se de usar as ferramentas de compartilhamento para partilhar estes textos com seus amigos.

7 Comments

  1. Deusa Ma. Guimarães

    at

    Eu procuro as crônicas logo ao acessar a internet.
    Crônicas, ainda mais que os poemas e poesias, mexem e remexem com os meus sentidos.
    Assim como uma taça de champanhe estimula meu prazer em dançar,
    a música estimula meu desejo de viver, e ambos exalam o sabor de ser, mesmo que a vida insista em não querer.
    Eu! Adoro ler.

  2. Viviane Gonçalves

    at

    amei muito tudo 😗😗😍🤗

  3. mel

    at

    quem e o autor(A)? MAS tirando isto e belissimo

    • Juliano Martinz

      at

      Ola Mel,

      Todos os posts e artigos do site Literatura Corrosiva são de minha autoria. Abraços

  4. Adorei! Muito bom. Recomendaria pra quem gosta**

  5. nayaramendes

    at

    adoro cronicas

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2020 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑