Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

ESTRUTURANDO UMA NARRATIVA

Se passeia em sua mente o desejo de escrever um livro, conceber uma história, faltando apenas colocá-la no papel, é hora de se perguntar: Quais são os elementos da narrativa?

É verdade que, conforme já disse inúmeras vezes – minha repetitividade, às vezes, me cansa -, o seu estilo lhe ditará como escrever um livro. Regras, talvez, só lhe servirão para tolher sua genialidade e espontaneidade. Porém, quando um jovem escritor pensa em uma história de forma estrutural, as ideias tendem a fluir mais naturalmente. Organização, parceiro. É disso que estou falando. Uma simples questão de organização para dar vida a algo pleno e também complexo. Do caos, não nascem boas coisas, acredite.

Como Estruturar Uma Narrativa, Crônicas, Contos e Romances

É preciso identificar os essenciais elementos da narrativa e, então, distribui-los na sequência esperada. Após isto, basta preencher as entrelinhas. Nada mais simples. Eis os elementos:

  • Era uma vez: Aqui é onde você situa a narrativa, apresentando os personagens e o contexto.
  • Todos os dias: A rotina do personagem é apresentada, evidenciando uma situação que, em breve, irá mudar.
  • Até que certo dia: Algo acontece e que lança o personagem numa tempestade de conflitos.
  • Por causa disso: O personagem reage tentando controlar seus conflitos, tentando levar sua vida de volta à tranquilidade apresentada no início da narrativa. A quantidade de Por Causa Disso poderá ser maior, já que uma reação do personagem levará a outro acontecimento que exigirá uma nova reação para tentar restabelecer a ordem.
  • Finalmente: O auge da narrativa, onde o personagem consegue atingir seus objetivos (ou não, dependendo do seu senso de humor).

Agora, basta preencher as lacunas.

Era uma vez um jovem que sonhava em ser um famoso comediante em sua cidade. Todos os dias ele ia até a agência de talentos locais para tentar realizar um teste – aquele que mudaria sua vida – porém, sem sucesso.  Até que certo dia, ao invés de ir a agência de talentos, mergulhado em indignação e ebriedade, ele resolve improvisar um espetáculo de humor num shopping. Por causa disso, foi abordado por policiais por perturbar a ordem e, intempestivo, reage. Por causa disso, acaba sendo preso por desacato à autoridade. Finalmente, na prisão, ele monta um show de humor, e se torna um famoso humorista no circuito de presidiários”.

O passo seguinte é fazer deste brevilíneo resumo, suas crônicas narrativas ou um livro capaz de mexer com a imaginação de seus leitores.

Mas aí, já é outra história.

 

borda

Receba Novidades

Insira seu e-mail para ser notificado sobre novas postagens da Literatura Corrosiva!

Seu e-mail (obrigatório)

12 Comments

  1. Muito bom, Juliano! Estou gostando muito desses textos direcionados
    a escritores de primeira viagem.Vão ser úteis para um clubinho de
    leitores/escritores da minha cidade, Montes Claros-MG, inclusive para quem vos fala…rsrsrs. Obrigada!!! glória

  2. Opa! Dicas por aqui! Adorei. =)

  3. Lindo isso.

  4. Rosane Tavares

    20 julho, 2013 at 10:03

    Adorei esta parte sobre a estruturação da narrativa. Faz com que a gente pense em como organizar nossas idéias.

  5. Muito obrigado Juliano, você com certeza me ajudara a escrever meu livro.

  6. gostei bastante da dica, ajudou-me muito. sempre que começo escrever uma historia paro pelo caminho por falta de elementos apropriado, mas agora sinto-me capaz de ir até ao fim…

  7. fico muito entusiasmado quando estou a ler os cometários. O melhor seria que cada visitante ou comentarista, postasse um texto com pendor literário e o proprietário do blog ou alguém experiente fizesse algumas correções para melhor entendermos na prática.
    Obrigado pessoal, aguardo pelo vossos texto…

  8. Perfeito! Clareou muito minha mente.

  9. alessandro santos

    18 maio, 2016 at 16:23

    sou indígena, e pretendo ser um escritor de minha própria historia, gostei bastante das dicas e vou aperfeiçoar. tenho feito um trabalho de pesquisa, na verdade um TCC na que leva em conta a história de meu povo Pataxó. Pretendo publicar esse material mais falta apoiadores. Então, pretendo seguir produzindo material didático diferenciado que leva em conta, o ponto de vista do meus povo as histórias, mitos e narrativas Pataxó. É Isso gostei bastante das dicas.

  10. Que empolgante! Era de algo assim que eu precisava!

  11. Dani Pensador

    9 outubro, 2017 at 09:16

    Sou escritor.
    Tenho uma obra lançada, mas quando acabei de ler este documento apercebi-me que aprender não é uma questão de escolha é uma questão urgente na vida…

    Obrigado continuem a dar os vossos conhecimentos para nós.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2017 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑