Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

Como Escrever Um Romance Histórico

É possível escrever um romance histórico envolvente, ao mesmo tempo em que se respeita elementos históricos presentes na época? Não conheço outra forma do livro ser envolvente se a história não for respeitada

Se deseja escrever um livro que se passa em outra época, isto significa que tal época é altamente relevante para a trama, certo? Assim sendo, o universo descritivo de seu livro deve ser quase preciso, com algumas poucas exceções que serão mencionadas a frente. Se não for quase preciso, qual a necessidade de situar a narrativa em outra época? Por isso, ainda que sua trama não seja das melhores, o fundo histórico precisa ser cuidadosamente estudado.

Pesquisas e Mais Pesquisas

É evidente que, ao escrever um romance histórico, você fará muitas pesquisas sobre a época escolhida. Isto envolverá ler livros didáticos, enciclopédias e fazer diversas buscas na internet. Um bom romance histórico envolve autenticidade do que está sendo apresentado. Somente assim os leitores serão transportados para a época em questão, sentindo em suas veias a intensidade do universo existente ali. O que você está fazendo é levar o leitor até um mundo novo. E para isso, ele precisa de imagens que você lhe dará em forma de descrições: o cheiro do esgoto na sarjeta ou da fumaça das fábricas, a luz pálida em ruas apertadas, etc.

Há muitos detalhes que devem ser considerados ao criar um cenário autêntico ao escrever um romance histórico. Considere outros pontos a ter em mente.

Hábitos e Crenças

Antes de começar a escrever um romance histórico, você precisa fazer uma profunda pesquisa para entender como suas personagens se comportarão. Isto envolve saber muito sobre hábitos e crenças das pessoas que viveram na mesma época: o que comiam, como se banhavam, o que vestiam, e quais eram suas crenças. Este último aspecto é o mais difícil. O próximo aspecto lhe ajudará nesta árdua tarefa.

Consuma Material Produzido na Mesma Época

livros-filmes-historicosNão, não estou dizendo que você deve ler livros ambientados na mesma época. O que estou dizendo é que deve ler livros que foram escritos no mesmo período em que ocorre sua história… se for possível, evidentemente. Isto o ajudará a conhecer as expressões, detalhes descritivos, pensamentos e atitudes comuns no período.

Se o período de seu romance for no século vinte, há um apoio adicional: você poderá assistir filmes sobre a época em questão. Você pode aprender muito sobre roupas, estilos e linguagem com material cinematográfico produzido então.

Consumir material produzido na mesma época também pode incluir cartas, memórias e jornais.

Palavras, Frases e Gírias

Para conferir verossimilhança às suas personagens, elas precisam falar de forma convincente. E isto significa fazer uso de termos utilizados na época. Por exemplo, você não pode colocar personagens do período colonial brasileiro falando como um jovem dos nossos dias. Esta falta de coesão pode arrancar seu leitor da época onde se passa o livro, e trazê-los de volta à realidade. E um bom livro deve fazer exatamente o trajeto contrário.

Por isso, o trabalho de pesquisa vai além de entender o cenário socioeconômico, político, estilo de roupas, casas, móveis, etc. Tão importante quanto, você precisa saber como as pessoas falavam em tal época. Não precisamos nos deter a uma precisão absurda, mas deve revelar alguma autenticidade.

No entanto, cabe uma palavra de cautela: você não deve usar expressões que só seriam entendidas por pessoas que viveram na época, e que já se perderam completamente no tempo. Ao se deparar com uma expressão assim, e não for usar uma nota de rodapé, melhor deixá-la de lado.

Use a Internet… Com Moderação

A internet pode ser a principal fonte de pesquisa para seu romance. Ela oferece mapas interativos, imagens, vídeos, documentos, bem como a possibilidade de fazer visitas virtuais a museus. No entanto, é preciso ter cautela com as informações disponibilizadas na internet. Muitas delas são falhas, não mais do que meias-verdades. Sempre procure verificar a informação em mais de uma fonte (desde que uma não seja cópia da outra). Isto lhe dará uma garantia maior de que aquilo que está sendo transmitido em seu livro seja um retrato da realidade da época descrita.

Personagens Interagem Com o Obsoleto

Se o romance é histórico, certamente deve haver diversos elementos (tais como máquinas e objetos) que não estão mais disponíveis, ou que a maioria das pessoas desconhece. Assim, quando for mencioná-los, não se contente em simplesmente citá-los, ou seus leitores ficarão “boiando”. Em vez de uma descrição fria, faça com que as personagens interajam com tais objetos.

Por exemplo: não diga simplesmente que o capitão do navio utilizou um astrolábio em sua navegação. Ao contrário, descreva como isso foi feito. O homem faz a leitura das constelações próximas aos primeiros raios de sol. Depois, ao meio-dia, alinha o aparelho, anotando cuidadosamente quantos graus o sol está acima do horizonte. Finalmente, ele compara as leituras matinais e as do meio-dia para descobrir sua latitude.

Não Julgue Suas Personagens

Em nosso século 21, as pessoas em geral tem seus próprios costumes e valores. Aquilo que hoje é encarado como incorreto, podia ser uma prática comum em outras épocas, e vice-versa. Por isso, ao escrever uma ficção histórica, cuidado para não se posicionar com parcialidade naquilo que está sendo escrito (a visão de uma pessoa moderna sobre costumes antigos). Você precisa revelar fatos e conceitos sob a ótica de quem estava lá, vivendo sob a aura do que era habitual e comum naquela época.

Cuidado Com Plantas e Árvores

Estranhou o subtítulo? A verdade é que o fato de algumas plantas estarem do lado de fora de sua casa, podendo ser contempladas em uma linda manhã de sol, não significa que elas sempre estiveram ali. Algumas mudas de plantas e árvores vieram de outros países, em outras épocas. Se for citar qualquer espécie vegetal em seu romance histórico, certifique-se de que a planta já era figura presente no período de sua trama.

Saiba o Que Eliminar

Em suas pesquisas, você encontrará uma enorme gama de informações históricas. O grande truque para escrever uma ficção histórica convincente e envolvente não está na quantidade de detalhes que você encontrou, e sim na capacidade de determinar que detalhes devem ser deixados de fora. Lembre-se de que os detalhes históricos visam levar e manter os leitores para outra época. Seu romance não se trata de um livro histórico para um professor utilizar em sala de aula. Por isso, não sucumba às minúcias inúteis. Saiba quando os detalhes são exagerados, desnecessários, e não tenha piedade em meter-lhes a faca.

Revisão de Historiadores e Leitura Crítica

Uma sugestão para garantir que as informações sejam condizentes com a história é solicitar a revisão do livro para um historiador.

Finalmente, você precisará de uma leitura crítica para avaliar a fluidez do texto ao descrever eventos, sentimentos, cenários e construir os diálogos.

Concluindo

Com base no que foi destacado acima, não é difícil concluir que o processo de escrever romances históricos sejam mais longos do que outros gêneros literários. Ao decidir escrever um livro assim, tenha em mente que o processo de pesquisa será longo, e exigirá muita paciência de sua parte. Se tiver disposição para enfrentar a difícil tarefa de mergulhar em outras eras para criar seu livro, a diligência e a criatividade precisarão ser dois aliados constantes na produção de sua obra.

 

borda

Receba Novidades

Insira seu e-mail para ser notificado sobre novas postagens da Literatura Corrosiva!

Seu e-mail (obrigatório)

6 Comments

  1. Luna Di Primo

    20 março, 2016 at 11:44

    Gostei do texto, como sempre, bem elaborado.

  2. Estou escrevendo um livro que envolve toda a história do mundo, e a criação do universo… Bem! tenho muita paciência na cachola. :>

  3. Texto muito instrutivo! Estou maravilhado com as dicas deste blog, todas muito bem elaboradas.
    Já em relação que nao preciso me preocupar tanto com os elementos, já que minha história acontece nos dias atuais, a cidade não recebe quase nenhum tipo de tecnologia e os personagens vivem como pessoas do passado. As pessoas estão desenvolvidas socialmente, então estou a utilizar uma linguagem simples e atual
    Estou escrevendo meu primeiro livro e tenho de admitir que está me desgastando bastante, acho que nunca está bom o suficiente e acho que a cada dia está ficando pior minha escrita.

    • Layssa Souza

      26 maio, 2016 at 23:21

      Haha, te garanto que aos poucos sua história vai ficando melhor com as diretas adaptações que vc faz ao longo do tempo! Isso é um ponto positivo, na minha opinião ! :) Há tempos quis escrever um livro, mas somente ontem quarta-feira (25) comecei a fazer o roteiro, tenho bastante ideias, só não sei colocá las em ordem, mas toda hora penso em mudar alguma coisa! Estou com muita dificuldade em saber escolher um lugar para a minha história, mas não sei se coloco o país em que moro, ou se coloco um outro país, ou crio ??! (Mas não quero criar um lugar), quero algum lugar existente! ! Caso tenha alguma ideia que possa me ajudar, por favor… adoraria!! Grata!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2016 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑