Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

O OTIMISTA E O PESSIMISTA

Um barzinho qualquer. Uma conversa qualquer, aquela que melhor convir.

– Droga de vida!

– Por que isso, cara?

– Ah, essa porcaria toda.

– Mas que porcaria?

– Essa estrumação onde vivo.

– Esse papo de novo? Não tem nada de tão ruim em sua vida.

– Ah, não? Quer que eu enumere?

– Cara, acho que você só reclama por reclamar. Tipo, você se acostumou com isso, e parece se sentir seguro com esta situação.

– Eu não me acostumei a reclamar. Mas acho que me acostumei a sofrer.

 

– Então, enumere.

– Quê?

– Você falou sobre enumerar a porcaria toda. Enumere.

– Ah, essa droga toda.

– Que droga, cara?

– Essa vida, esse fedor.

– Você está sendo evasivo.

– Meus dias, meu passado, meu futuro.

– Ainda evasivo.

– O que quer que eu diga?

– Seja específico.

– Ah, você não quer que eu enumere, quer?

– Quero, sim.

– Ok, ok, animadão. Olhe ao redor. Olhe isso. Olhou?

– Aham.

– Agora, olhe para mim. O que está vendo?

– Hum… Meu melhor amigo. Um cara bacana, engraçado, culto…

– Cale a boca. Você me deprime com esse papo cara.

– Isso se chama elogio sincero.

– Elogio, elogio. As pessoas precisam de elogios para ter coragem de enfrentar o dia seguinte, isso sim. Tipo, um combustível. Esse papo todo, balela.

– O que quer que eu diga?

– Quero que enumere o que há de ruim em mim.

– Não, senhor. Não mude o rumo das coisas. Quem vai enumerar é você.

– Ok, ok… Vamos lá. Tá preparado?

– Claro.

– Não vá chorar.

– Tenho certeza que não.

– Como pode ter tanta certeza?

– Para de enrolar e fale logo.

– Ok, ok. Primeiro: – Ergueu o dedo indicador. – Meu passado. Desde criança… Assim, desde molequinho mesmo. Catarrento e tudo mais. – Parou. Um instante. Uma reflexão. –  Fala a verdade: você me acha mesmo um cara bacana?

– O mais bacana que conheço.

– E esse papo todo de ser engraçado…

– Não é papo. Quem te conhece, sabe disso.

Baixou o dedo indicador. Começou a rir.

– Já te contei sobre o que aprontei naquelas férias com a turma, ano passado.

– Não.

– Não mesmo? Cara, foi show…

13 Comments

  1. katia martendal

    at

    muito legal..até pareceu eu conversando com minha amiga….

    • oieee

      at

      adorei! muito divertida e passa uma ótima mensagem

  2. Natália Oliveira

    at

    Gostei, se parar para pensar é o que acontece com todas as pessoas pelo menos uma vez na vida.

  3. marcelo smith

    at

    O otimista e o pessimista, e nos lembra bastante, a clássica história do suicida , que tenta se atirar de um prédio e sempre chega alguém que o livra !!! Gostei muito!!!

  4. gostei muuuuuuuuuito bom e engraçado

  5. eu sou quase uma pessimista

  6. mauricio santana correia

    at

    Engraçado divertido muito bom.

  7. Brunno

    at

    Hahaha! Muito bom!! Parabéns!!

  8. Fabíola Coura

    at

    Parabéns pelos textos. São geniais e de ótima qualidade.

  9. Parece até o Chaves enrolando e enrolando ao invés de fazer o iria fazer kkkkkkk.

  10. Fabíola

    at

    Sempre leio seus textos. Gostaria de passar este texto aos alunos do 8º ano. Este texto é engraçado e nos faz refletir sobre várias questões da vida.

  11. Maria Lias da Silva

    at

    Já li este texto e preciso comentar com alunos de outras série!

  12. Yasmin Costa

    at

    INCRÍVEL, É TÃO SIMPLES, ÀS CONVERSAS E TUDO MAIS, PARABÉNS.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2020 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑