Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

Dia de aula

Tem dias que o tédio é a pior companhia de um adolescente de 15 anos. Nessas horas, um grito de “pare” pode resolver tudo.

Eu caminho em direção ao colégio. Passos lentos, cabeça baixa, 15 anos de pouco entusiasmo.

De repente, percebo uma movimentação atrás de mim. Em um breve relance sobre os ombros, vejo dedos que parecem apontados em minha direção. Penso ter visto um ou dois olhares acusadores.

E então ouço uma voz masculina gritar “Pare! Polícia”. Pela lógica, eu devia parar. Talvez até erguer as mãos. Mas, não me pergunte por quê – talvez pela surpresa da situação, tomo a pior decisão: correr.

Enquanto corro, olho rapidamente para trás e vejo que as coisas pioraram. Um policial está correndo atrás de mim.

Em desespero, corro o máximo que posso. Minhas pernas doem, cãibras ou coisa que o valha. Não vou conseguir manter este ritmo por muito tempo.

Enquanto isso, os gritos de “pare” continuam. Penso ter ouvido um “pare ou eu atiro”. Mergulhado em meu pânico particular, não consigo entender.

O que querem de mim? Eu sou apenas um adolescente desmotivado indo para mais um dia de aula. Tento refazer as falhas dos últimos dias. Será que emprestei algo de alguém e esqueci de devolver? Será que acessei algum conteúdo que é proibido em meu país e eu não sabia?

Eu não encontro respostas. Eu não encontro forças para continuar correndo. Apenas aqueles gritos de “pare” e outras ameaças atrás de mim.

Até que ouço o policial:

– Pare, assassino. Maldito incendiário.

De súbito, paro de correr. Com as mãos na cintura, tomo um longo fôlego, feliz e aliviado.

Eu não sou nenhum santo, isto é verdade.

Mas certamente a pessoa que a polícia está perseguindo não sou eu.

8 Comments

  1. Janice Lelis Gondim Borges

    at

    Excelente!! Faz agora um novo capítulo e desvende-nos o que o policial, afinal, queria com você!

    • Son

      at

      Ai! (Com sorriso pálido no rosto) …. Faz isso … escreve mais! Tem que ter algo mais depois disso!

  2. José Francisco de Araújo

    at

    Eu gostei. Fiquei imaginando o pânico desse garoto. A leitura me fez viajar e imaginar mais coisas. Muito bom!!!

  3. Sephora

    at

    Quem de nós já não saiu correndo sem saber o porquê.
    Parabéns.

  4. Silvane Marques

    at

    Muito interessante!
    Prende a atenção do leitor
    Parabéns!

  5. moacir pereira de souza

    at

    Brilhante, como uma simples expressão desvendou as dúvidas e medo do jovem rapaz! As palavras têm força e muda uma dada realidade.

  6. Lilian

    at

    Muito bom. Parabéns

  7. Cicero Henrique Silva

    at

    Ufa! Pelo menos assassino não. (Rsrs)
    Maravilhoso!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

*

© 2021 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑