Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

Cuida de Mim

Seus olhos me deixaram estático. Seu brilho calou-me silêncio. Como se a vida pudesse esperar um pouco mais. Sem pressa. Sem presas. Acesas, cem mil luzes. Seu encanto feriu-me a cura. Curou-me a ressaca, overdose de seu sorriso. Seu pranto molhou-me seco, e seco o céu, tua luz em véu. Veio assim, de passagem. Sem pretensões. Pensei ter passado. Mas você ficou. Fez moradia. Acalmou a ventania. Que o dia passe agora. Que passe todo num passe de mágica. Eu vou ficar aqui, um pouco mais. Mas, por carente, uma solidão indecente, te peço pra ficar. Deixe o sol pra lá. Deixe o céu e o mar. Deixe a areia e o que quiser voltar. Eles sabem se cuidar. Por hora, por ora, por agora… Cuida de mim.

Cuida de Mim

7 Comments

  1. Marco Antonio

    at

    excelente conteúdo parabens pelo site

  2. Luis D´Alcino Muhale

    at

    Esta leitura foi suficientemente calafriosa que nao me contenho de tanto ter adorado.

  3. Sarah

    at

    Eu gostei muito!
    Quero escrever assim, tão bem quanto você um dia :)

  4. iagonerdy

    at

    q lindo adorei

  5. Emily

    at

    Tudo acontece tão rápido, exatamente assim. Li quase sem respirar. Quando vi, já estava sentindo tudo. Envolvente demais.

  6. Mas que louvor! Penetrou min’alma duma maneira terrível.
    Talvez por que seja, também, por que me identifico? Não sei. Mas tua maneira de escrever me encanta. Matou-me a fome!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2020 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑