Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

O Filtro Perfeito

Não poderia começar o dia de outra forma. Antes de sair de casa, precisava postar uma foto na sua rede social.

Aquilo já era uma espécie de ritual. Antes de iniciar mais um dia de trabalho, ele selecionava uma de suas fotos e postava para seu grupo de amigos e seguidores.

Tirar uma foto naquele exato momento estava fora de cogitação. Pelo menos, não daquele rosto amarfanhado e inchado, parecendo ter sido surrado durante as últimas 12 horas.

Ele precisava recorrer ao álbum de fotos em seu celular e escolher a foto perfeita. Uma que rendesse likes e comentários, e garantisse um ego um pouco mais inflado a noite.

No álbum, começou a selecionar. Existiam fotos que deixavam bem evidente seus dias depressivos: cores mais azuladas e mais escuras. Em algumas delas, ele havia aplicado filtros de preto e branco.

Por outro lado, ali estavam registrados seus dias mais alegres, utilizando filtros que ajudavam a predominar as cores mornas.

A seleção tinha de ser perfeita. E exatamente por isso o trabalho foi exaustivo.

Passou exatamente 31 minutos fazendo nada além do que deslizar um sobejante arquivo de fotos que parecia não ter fim.

Até que, atrasado para o serviço e com os olhos cansados do esforço, escolheu uma.

Com o filtro certo, ficou perfeita. Cores realçadas, aumento da saturação, o contraste intensificado das cores. E, claro, um sorriso ensaiado e exuberante que, para os mais distraídos, conseguia esconder as angústias vividas naquele dia.

Foto postada, partiu para mais um dia de trabalho.

No início da noite, quando voltou pra casa, a primeira coisa que fez foi conferir a reação dos seguidores à sua postagem.

Para seu desespero, a foto havia recebido apenas 5 likes. Uma miséria, considerando o fato de que tinha algumas centenas de seguidores.

Diante daquilo que considerou um desrespeito, quase uma afronta, tomou a única ação que julgou decente e conveniente.

Deletou a foto da rede social.

1 Comment

  1. Alessandra Rosa

    at

    Olá Juliano!
    Gostei muito do seu texto! Irei utilizá-lo em uma aula para alunos do 1º ano do Ensino Médio.

    Um abraço.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2021 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑