Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

Mundo preto e branco

Era um mundo preto e branco. Todo o planeta consistia apenas em branco, preto, cinza e suas respectivas tonalidades.

As pessoas caminhavam sob um céu ônix durante o dia e sob um manto carvão a noite. A humanidade consistia em 5 raças: branco, preto, cinza, granizo e chumbo.

Mas, em uma estranha manhã, o céu amanheceu azul. As flores carvão tornaram-se vermelhas, amarelas, verdes cintilantes. Em todo o planeta, mares cinzas ganharam tonalidades de verde e azul. E as planícies desbotadas reverberavam cores múltiplas.

Naquele dia, as pessoas entraram em pânico. Anunciaram o fim do mundo. Prantearam, fizeram cortes em si mesmas, imploraram misericórdia.

No entanto, sem qualquer explicação, o fenômeno durou apenas um dia. Na manhã seguinte, quando o céu voltou a ser cinza ônix, as pessoas agradeceram por terem sobrevivido àquele dia apocalíptico.

12 Comments

  1. Fernanda

    at

    Adorei…. Adorei mesmo. Curt, simples, mas cheia de realidade utopia e distópica. Quem dera eu tivesse essa criatividade

  2. Tadeu Santos

    at

    Salve. Simplesmente cinematográfico, direto e reto. Posso indicar para um amigo replicar no blog dele: Cabeças Falantes?

  3. ANA MARIA MIRANDA MAY

    at

    Menino, estou aqui sem palavras. Impactada! Você é único!

  4. Lilian

    at

    Òtima crônica. Sucinta, reflexiva e profunda no quesito que nos leva a ver as nuances do viver e como aceitamos estas como, normais. Parabéns

  5. JoãoCarreiraPoeta

    at

    A arte está na natureza, a arte fala através das bocas dos nossos dedos, a arte está no saber ler, saber escrever, a arte está em tudo principalmente, em saber viver seja em qual mundo for. Parabéns pela tua!

  6. Maria Elena Santos Gomes

    at

    Crônica seria mais uma observação de um fato inusitado ou não do cotidiano. Podendo ser poética, jornalística, descritiva, narrativa, lírica…
    Por ter caráter jornalístico e apresentar textos que narram e refletem o cotidiano, as crônicas servem para fazer uma crítica com a intenção de causar reflexão no leitor sobre determinado assunto. Os bons cronistas são aqueles que conseguem perceber, no dia a dia de suas vidas, impressões, ideias ou visões da realidade que não foram percebidas por todos.
    Portanto, o texto, embora bem escrito, não apresenta as características do gênero crônica.

  7. Benedita

    at

    Mais que maravilha de tão verdadeira esta crônica. Ela nos revela de forma certeira, dói pela verdade submersa e agrada pela escrita bem elaborada.

  8. Nicete Campos

    at

    Se acostuma tanto com coisas ruins que quando aparecem boas, são vistas como catástrofes. Parabéns pelo texto lúcido e autoexplicativo.

  9. Edson

    at

    Muito bom. Conciso, interessante e instigante.

  10. Menestrel Moacir Reis

    at

    Triste “realidade”…
    Daltonismo da Alma.

    “Ego até cego.”

    Saudações Poéticas!

  11. Sergio Almeida

    at

    Linda a crônica! Parabéns. Triste ter que avisar aos possíveis leitores que a crônica é curta e até contar segredos impactantes para atrair atenção. Sinais dos tempos.
    Sérgio

  12. Cícero Cardoso Ferreira

    at

    Top demais. Adoro literatura. Também escrevo e quando vejo coisas realmente boas escritas. Temos que valorizar para que o mundo deixe de ser cinza.
    Porque a literatura é o céu azul.
    Obrigado, Deus te abençoe sempre!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

*

© 2022 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑