Se está em busca de crônicas sobre sonhos para sua leitura ou para utilizar em trabalhos de escola, confira meus textos literários sobre este tema. Esta página contém diversas crônicas sobre sonhos de minha autoria (Juliano Martinz).


As crônicas sobre sonhos podem abordar temas como o ato de sonhar enquanto dormimos. Mas também podem se referir aos objetivos que uma pessoa sonha em alcançar.

Talvez você seja um professor de português em busca de crônicas sobre sonhos para trabalhar com seus alunos em sala de aula. Ou talvez seja um aluno que precisa deste conteúdo para realizar um trabalho de escola. Ou ainda, talvez seja um amante da literatura que deseja aproveitar seu tempo lendo crônicas sobre sonhos.

Independentemente de qual seja o caso, disponibilizo abaixo alguns textos de minha autoria sobre o tema sonhos.


Crônica “Sonho é Pesadelo”

Era um rapaz que não podia sonhar. Noites sem calor, paixão ou intensidade. Deste modo, apenas tinha aquele dormir descompassado. Durante o dia, o Nada estava sempre presente. A velha companhia entediante que nunca se afasta. Ele caminhava horas pelo asfalto, o sol abrasador rompendo os tecidos de sua pele. Esperava a noite, a velha esperança de poder sonhar. Histórias que a mente enquanto em sono seria capaz de criar, elementos desgovernados em uma mente livre e criativa. No sonho, poderia acreditar ser outra pessoa, outros planos, outras cenas. No entanto, apesar das esperanças, quando acordava no dia seguinte, nenhum sonho, nenhuma lembrança.

Certo dia, conheceu a garota que só tinha pesadelos. Um homem sem sonhos conhece uma garota que só tinha sonhos aflitivos. Ela caminhava sempre apavorada. Como se tudo o que aparecesse em sua frente fosse ganhar a forma do monstro do último pesadelo que tivera.

Desde o primeiro dia, houve uma simpatia entre o rapaz sem sonhos e a garota pesadelo. Da simpatia, surgiu a dependência. Desta última, o amor. Ele lhe acordava na hora dos piores pesadelos. E ela preenchia as noites dele com o relato do que sonhara. Noites amenizadas para ela, noites intensificadas para ele.

Eram caminhos diferentes que se cruzavam e, de uma forma imprevista, se sustentavam. Embora tão diferentes, eles procuravam se manter na mesma direção.

E até poderiam caminhar pela mesma estrada, mas estavam cientes de que nunca pegariam carona no mesmo caminhão.

Exemplos de crônicas sobre sonhos

Crônicas sobre sonhos não realizados

Crônicas sobre sonhos – Créditos para trabalhos de escola

Deseja fazer a referência a algumas destas crônicas sobre sonhos em um trabalho escolar ou acadêmico? Utilize estes dados:

MARTINZ, Juliano. “[NOME DA CRÔNICA]”; Literatura Corrosiva.
Acesso em https://corrosiva.com.br [DATA DE HOJE]

O que achou destas crônicas literárias sobre sonhos? Deixe sua opinião nos comentários.