Crônicas de Amor Pequenas

Em meio a insanidade de um mundo cruelmente sólido, algumas Crônicas de Amor Pequenas

Crônicas de Amor e Literatura Romântica

Por onde ando, o amor me rodeia com aquela velha e bem-vinda insistência. Em meio aos meus textos, ele aparece espontâneo, dominando espaços, fazendo-se valer. Guia meus dedos, entre desabafos, críticas e desalentos. Aparece em sua forma escrita, formato Crônicas de Amor Pequenas. Às vezes, ele é tímido, subentendido entre textos humorísticos. Em outras, é cálido como seus olhos que cobrem estas linhas.

Entre crônicas humorísticas, contos ácidos, poemas e dicas para jovens escritores, dedico um espaço às minhas Crônicas de Amor Pequenas. Meus sonhos aqui colocados. Minhas musas declamadas. Minha aura ganhando forma e cor em meio a latentes sentimentos que retumbam em meu peito. É a escrita tentando descrever o amor. É o amor tentando se expressar pela escrita.

Já que chegou até aqui, fique a vontade para ler estas Crônicas de Amor Pequenas. E se gostar, lembre-se de usar as ferramentas de compartilhamento para partilhar estes textos com seus amigos.

Uma ideia sobre “Crônicas de Amor Pequenas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>