Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

Como Desenvolver Hábitos e Rotina de um Escritor

Ser escritor pode parecer aquela atividade que só existe enquanto estamos sentados, escrevendo nossas histórias. Mas envolve mais. É preciso assumir a rotina de um profissional

Não são poucos os escritores que começaram a escrever um livro como uma forma de expressão, quase um desabafo de suas ideias e sentimentos contidos. No entanto, embora escrever possa lhe parecer como uma sessão de relaxamento, se quiser ser um escritor profissional, você precisa desenvolver hábitos e rotina de um escritor. Em outras palavras, isto se chama responsabilidade. Na prática, envolve estabelecer um padrão na produção dos seus textos – a garantia de que você assuma uma postura profissional diante das crônicas, contos e romances que produzirá.

Quais são alguns dos hábitos e rotina que você precisa desenvolver a fim de agir como um escritor profissional?

Tenha Um Cronograma

Há algo importantíssimo que precisa ser colocado por escrito, antes de tudo. Não, não estou falando do enredo ou das personagens. O que você precisa colocar por escrito, inicialmente, é um cronograma para iniciar e concluir seu projeto. Um cronograma envolve o passo a passo da produção dos seus textos. Deixar isto entregue ao acaso poderá fazer com que uma obra que exigiria seis meses para ser concluída, precise de vários anos. Não se engane, parceiro: você precisa de um cronograma. Nele você deve definir quanto tempo por dia dedicará à escrita, e quantos dias por semana. Ao definir este plano, lembre-se de estabelecer regras para situações um pouco mais atípicas – por exemplo, quanto produzirá em feriados ou no período em que estiver de férias?

Seu cronograma precisa traçar prazos. No caso de escrever um romance, coloque um prazo para terminar cada um dos capítulos. Além disso, obviamente, você deve definir um prazo para terminar todo o livro. No entanto, seja cauteloso com tais datas. Quando não cumprimos nossos prazos, temos a tendência de ficarmos desanimados. É a imbecilidade humana, fazer o quê!? Por isso, ao criar um cronograma, não seja demasiadamente exigente. Lembre-se que haverá imprevistos e em poucas semanas, você talvez não esteja tão animado com seus textos como está agora. Leve estes fatores em consideração, concedendo prazos um pouco mais longos do que julgar necessários. Depois, é só ir ticando os prazos cumpridos. Assim você terá um vislumbre mais claro e definido dos passos progressivos que está dando.

Planeje o Amanhã

Sempre saiba o que produzirá no dia seguinte. Não deixe que o amanhã lhe traga uma inspiração maravilhosa quanto ao que deverá escrever. O melhor momento para pensar no texto de amanhã é hoje. Isto porque estamos como que embalados, finalizando o capítulo atual, em um acelerado ritmo de criatividade que facilita a criação do próximo conteúdo. Saber o que será colocado no papel amanhã lhe dará um vislumbre mais claro de suas atividades futuras. Além disso, prepara seu subconsciente para que ele formule algumas ideias enquanto você descansa.

Compre o Tempo

Compre tempo rotina escritorNesta vida agitada, com deveres e obrigações nos sufocando, é inevitável nos deparar com relógios que giram seus ponteiros de forma muito mais rápida do que deveriam. Por isso, você já está ciente de que não será presenteado com tempo de sobra. Na hora de estabelecermos prioridades em nossas vidas, precisamos “comprar o tempo”. Analise suas atividades diárias e veja o que pode ser deixado de lado, sem prejudicar seu trabalho, estudo e vida familiar.

Neste respeito, tome cuidado com a internet como um todo. A internet é o maior ladrão de tempo da história da humanidade. Vídeos curtos no YouTube, uma navegação despretensiosa pelos álbuns dos amigos no Facebook – tudo isso carrega em si o potencial de reduzir totalmente seu tempo disponível para outras atividades, tais como escrever um livro.

Se for possível, desligue tudo aquilo que pode se colocar como empecilho em seu trabalho: celular, internet, televisão, etc. Se utiliza o computador para escrever, é importante ter autodisciplina para não interromper sua escrita a cada minuto para verificar se aquela pessoa de encantadores olhos reluzentes respondeu seu e-mail. Se permitir que atividades como essas interfiram no seu trabalho, verá que produzir um livro será algo bem mais difícil e demorado do que imaginava.

Escreva Mesmo Cansado

Seguir o conceito de que precisa escrever somente quando estiver descansado é muito perigoso, porque serão poucas as vezes que você será premiado com esta condição física e mental. Por isso, coloque como regra em seu ofício como escritor: você precisa escrever quando estiver cansado. Se escrever é uma prioridade em sua vida, demonstre isso por se dedicar a ela mesmo quando seu corpo pedir para você fechar os olhos e relaxar.

OBVIAMENTE (sim, com letras garrafais), você deve reservar tempo para o descanso. Apenas não fique acomodado sob a regra de que deve escrever apenas quando estiver descansado. Afinal, este dia, talvez nunca chegue.

Faça Uma Sinopse

Muitos escritores gostam de improvisar seus textos enquanto escrevem. Se este é o seu estilo insubstituível, então, continue improvisando. No entanto, esta prática pode roubar muito tempo. Isto se dá porque o improviso faz com que você comece a escrever um texto com uma ideia fixa. Ao longo da trama, por não ter um rumo previamente estipulado, você começa a improvisar e acrescentar novos conflitos, novas personagens. Após isto, percebe que muito do que escreveu até aqui não se encaixa com as novas ideias desenvolvidas em sua mente improvisadora. Qual o resultado? Você precisa voltar no texto, deletar trechos e até páginas inteiras. Um tempo jogado pela privada e que você não poderá recuperar.

Por esta razão, um bom conselho é criar uma sinopse detalhada do seu livro, do início ao fim. Se novas ideias surgirem, elas muito provavelmente aparecerão ao longo da criação da sinopse, o que lhe poupará bastante tempo.

Uma sinopse, no entanto, não será perfeita, e nem garantirá que você não mude sua trama enquanto estiver efetivamente escrevendo o livro. No entanto, ela reduzirá estas possibilidades e ocorrências ao mínimo. Isto integra as boas práticas da gestão do tempo nos hábitos e rotina de um escritor.

Não Dependa da Inspiração

Não escreva somente quando estiver inspirado. Isso pode deixar seu cérebro preguiçoso. Um dos grandes segredos para se desenvolver como escritor é escrever todos os dias, ainda que você esteja desprovido de inspiração. Se este for o caso, escreva poucas frases, apenas alguns minutinhos por dia, mas não dê folga para seu cérebro. Do contrário, esse vadio não vai querer mais saber de trabalho.

Escolha Um Bom Editor de Textos

Utilize um editor de textos simples para escrever. Nada de se perder em meio ao manancial de ferramentas, barras e menus. Seu foco são as ideias. Elas já são complexas demais para você se permitir uma complexidade extra com editores de texto entupindo sua tela com ícones, recursos e ferramentas.

Pense em Suas Personagens… Sempre

Não se limite a dar atenção às suas personagens somente quando estiver escrevendo. “Converse” com elas em outras oportunidades: enquanto estiver fazendo uma caminhada, andando em um transporte público, tomando um sorvete. Procure imaginar quais seriam as reações dela diante dos imprevistos do seu dia a dia. Torne-as reais, para que o comportamento que assumirão em seus textos seja o mais próximo da realidade. Apenas cuidado para não conversar com elas em voz alta, ou sua família pensará seriamente na possibilidade de lhe enfiar em uma camisa de força.

Conclusão

Ser escritor não é viver no improviso. Todo o profissionalismo obtido envolve seguir uma série de boas práticas que o ajudarão a concluir suas obras em tempo hábil. Isto integra os bons hábitos e rotina de um escritor.

3 Comments

  1. Dicas maravilhosas como sempre!
    Amo os seus posts, são sempre muito esclarecedores.
    Acho bacana exercitar a escrita diariamente, apesar de às vezes ser um pouco cansativo (ainda mais quando a gente decide fazer isso em pleno o NaNoWriMo! HAHAHAHA)
    Participei da edição do ano passado e conseguir fechar as 50 mil palavras no prazo, mas fiquei tão esgotada mentalmente que precisei me dar umas férias do meu livro desde então. Mas já quero voltar pra escrita e essas suas dicas me ajudaram muito! Vou tentar não estabelecer metas muito altas dessa vez.

  2. Muito boa e útil suas dicas. Vale a pena seguir, acredito mesmo que escrever melhor só depende de exercício… Não é fácil devido a vida corrida de hoje em dia…Mas quem quer faz…

  3. Discutir com meus personagens ou ver como eles reagiriam no mundo real seria algo muito engraçado XD imagina um bando de psicopatas e gigolôs em Pernambuco hushauhsuahsuahsuahushauhu

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2016 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑