Corrosiva

Crônicas corrosivas e gestos de amor

Category: Textos Narrativos

Textos narrativos prontos da Literatura Corrosiva

Por Que Você Não Deveria Namorar um Escritor?

Há quem se encante com as palavras dos escritores, e mergulhem em sonhos românticos de como seria interessante e uma intensa aventura poder namorar ou viver ao lado destas figuras. A grande verdade, e que seja dita e devidamente enfatizada, é que você nunca deveria querer namorar um escritor. Quando não encrenqueiros excêntricos, são sociopatas hipocondríacos. De uma forma ou outra, passar a vida com um escritor não é nada bom.

Assim, vamos analisar algumas das verdades e fantasias sobre o mundo particular dos escritores. Vejamos o que outros pensam a nosso respeito e se estas afirmações são falsas ou verdadeiras. Após considerar o artigo abaixo, você talvez se conscientize de que há razões suficientes para procurar manter, pelo menos, 50 metros de distância de nós.

Continue reading

LIGAÇÃO CONTRA O MARASMO

Numa dessas tardes em que penso “Algo diferente poderia acontecer hoje”, um marasmo estocando sua adaga no meu estômago repetidas vezes e, de repente, algo acontece.

O celular toca. Número desconhecido. Um olhar lânguido e uma falta de vontade atender. Hesito. Deixo pra lá. Mas insistências insistentes que insistem insistir me obrigam a atender.

Continue reading

MINHA JOVEM IDOSA

Caiu-lhe os pesadelos como um manto sobre a vista fraca. Viu-se vaga, flores ao redor. Cheiro de vela. Cheiro de um tudo nada lhe dissecando a alma calejada. Levantou-se, sôfrega. Passos cuidadosos aqui e ali. 80 anos ou pouco mais lhe rasgando tecidos. Lacerando músculos. O sangue se esforçando – uma volta a mais. O ar voltando a passear pelos seus pulmões entregues.

Continue reading

UM PRÍNCIPE PARA SANDRA

Procurava o homem perfeito. E nunca considerou isso demasiada exigência. O que Sandra precisava era de alguém que preenchesse suas necessidades, suas ranhuras. Que acalmasse suas intempéries. Que aquecesse seu frio interior. E homens medíocres jamais conseguiriam isso.

Continue reading

A RAINHA DIGITAL

Na vida real, uma garota tímida de poucos amigos. Daquelas que fazem dos cantos, seu melhor confidente. Nas noites, a transmutação. Longe dos assustadores ruídos das multidões, transformava-se. Na verdade, não mudava coisa alguma. Continuava a mesma garota de sonhos tolhidos. Mas assumia seu posicionamento virtual, onde era descolada, engraçada, cheia de argumentos. Era mais que ela. Era ELA. Curvem-se todos. A Rainha chegou.

Continue reading

CRÔNICA – O PALHAÇO DENIS

Tinha lido em algum livro, em qualquer um daqueles que empaturravam sua biblioteca particular: pessoas mal-humoradas morrem mais cedo. Sorrisos contribuem para uma vida mais satisfatória e (a parte que realmente lhe interessava) muito mais longa.

Continue reading

CRÔNICA – AMOR VAGABUNDO

No seu intransigível medo de amar, declarou-se um coração de pedra. Vítima de 3 relacionamentos catastróficos – no último, descobrira que o namorado era casado e pai de dois filhos – assumiu seu desastre no campo do amor. Embora tivesse o sonho de se casar antes dos 30 – sonho este tão distante quanto o desejo de passar as férias em Paris -, achava que a segurança não residia num relacionamento, e sim, na evitada solidão que, no final das contas, não era tão assustadora assim. Sozinha, ela manteria seu forte a postos, protegendo-a dos ataques dos inimigos insensíveis – os homens.

Continue reading

© 2016 Corrosiva

Theme by Anders NorenUp ↑