4 Formas de Saber Se Meu Projeto Literário é Um Lixo

Ah, aquele sublime momento em que você precisa despir-se de qualquer autopiedade e destruir projetos literários que jamais deveriam ter existido.

Todos os bons escritores já foram escritores ruins (e até péssimos escritores). Com a prática, talento e aplicação de alguns princípios desenvolveram-se em exímios autores capazes de deixar você e eu cheios de inveja. Abençoado o momento em que cruzamos o portal, e deixamos de ser autores risíveis para sermos escritores respeitáveis.

Continue lendo …

A Promessa de Samantha

Samantha sempre soube que os homens são dotados de uma arrogância desconexa e uma insegurança absurda – por esta razão, eles sempre desejam ser o primeiro amor de suas pretendentes. Saber que são o segundo, terceiro, vigésimo namorado, deixa-os com a torpe sensação de que são o estepe, a sobra. “Na falta de alguém interessante, vai você mesmo”.

As mulheres, por outro lado, sempre desejaram ser o último amor de seus homens. Não importa quantos amores eles já tiveram no passado, as mulheres não se importam com isso – desde que sejam o romance derradeiro, o último porto no oceano.

Mas nem todas elas se guiam por este princípio. Nem todas.

Continue lendo …

Praia, Maldita Praia

Odiava praia. E como não odiar?, costumava perguntar. Se os elementos que integram uma praia fossem friamente analisados, não haveria como não nutrir sentimentos de repulsa por este ambiente agressivo à saúde e ao bem-estar. Malditos grãos de areia que sempre insistem em entrar onde não devem, pinicando todo o corpo, um sol infeliz torrando a pele e multiplicando melanomas e não-melanomas, além de uma água imunda e fétida, proliferando bactérias que fazem a festa no corpo dos ingênuos que ali se divertem.

Continue lendo …

Como Expressar Pensamentos de Personagens

Os pensamentos das personagens retumbam no papel com tamanho vigor que são capazes de envolver cada um dos seus atentos leitores. Um fluxo de pensamentos avassaladores, regurgitamento de tensas inquietações – não há segmento da narrativa que possa exprimir tamanha intensidade das personagens quanto a descrição de seus pensamentos. No entanto, sua importância é exatamente proporcional à sua dificuldade em compô-la.

Os autores precisam dominar esta arte e criar pensamentos intensos para suas personagens, pois este é um dos elementos mais poderosos para envolver seus leitores. Mas como fazer isso? E como expressar os pensamentos de uma maneira eficaz nas páginas de um livro?

Continue lendo …